sábado, 23 de fevereiro de 2013

CAP. 32 – CONSEQUÊNCIAS TERRÍVEIS


Tudo ao meu redor estava em silêncio. Eu podia sentir que havia aparelhos pelo meu corpo e alguns deles me causavam incômodo, mas, por mais que eu tentasse, eu não conseguia manifestar minhas sensações, pois aquele estranho sono não deixava.

Senti que Fabiano chorava e me chamava, minha mãe maldizia Samuel, enquanto meu pai dizia:

- Deus me perdoe! Mas eu espero que nem o diabo queira um sujeito ruim como esse no inferno!

Fiquei angustiada, queria me mexer e dizer que eu estava bem, mas aquele torpor não deixava. O sono foi ficando cada vez mais profundo e o aparelho apitou. As últimas palavras que eu ouvi foram:

- Ela acaba de entrar em coma!

Fiquei aterrorizada, como eu poderia estar em coma se eu estava ouvindo todos ao meu redor e sentia dores pelo corpo, os aparelhos que não me deixavam ficar confortável naquela cama ? Meu amor gritava desesperado:

- De novo não meu Deus!!! Não posso perder de novo a mulher da minha vida!!

Eu tentava falar e dizer a todos que eu estava bem, mas não conseguia. Foi quando ouvi uma voz muito conhecida me chamar:

- Hey Carol!!!

Sentei na cama assustada, e me assustei mais ainda ao perceber que estava sentada. Como podia ser isso se eu tinha consciência de estar deitada, de estar ligada em aparelhos e agora estar sentada e ouvindo a voz de Kelly, a minha prima falecida há dois anos ? Logo tive minhas dúvidas esclarecidas.

Kelly apareceu diante de mim, linda como sempre e eu não pude evitar que as lágrimas escorressem pelo meu rosto. Minha prima adorada, companheira da vida toda, estava ali diante dos meus olhos, como podia ser ?

Minha prima sorrindo, respondeu, lendo meus pensamentos:

- Por que o espanto Carol ? Até onde eu sei você sempre foi chegada em espiritualismo! Por que o medo ? E respondendo a sua pergunta, você consegue falar, quem está com aparelhos é o seu corpo de carne!

Achei estranho e tentei dizer algo, e fiquei surpresa quando vi que poderia me comunicar com facilidade.

Ficando mais consciente da minha estranha condição, eu perguntei:

- Prima, meu corpo vai morrer ?

Segurando minhas mãos com carinho, ela respondeu:

- Não prima!! Você ainda terá alguns anos na Terra, mas só estou autorizada a dizer que você precisava queimar este karma! Agora você precisa descansar!

Olhei meu corpo com naturalidade e respondi:

- Tecnicamente estou descansando!

A porta do quarto se abriu e Fabiano entrou, sentando-se perto da cama. Meu amor chorava baixinho e pedia como em oração:

- Meu amor... volta... não me deixe aqui sozinho...

Senti uma forte emoção e tentei lhe dizer:

- Estou aqui Fabiano!!

Minha prima me afastou e colocando as mãos na cabeça de Fabiano disse:

- Tenha calma! Ela voltará!! Confie!!

Fabiano mergulhou em pensamentos diversos e minha prima me chamou:

- Agora é hora de refazer suas energias! Vamos embora que no tempo certo trarei você de volta!

*Este blog continua em PARA SEMPRE EM MINHA VIDA

Conheça a estória de Fabiano, sua juventude, seu primeiro casamento com Fernanda, o nascimento de Gabrielly e seu envolvimento com Carolina, o acidente e o seu despertar!


Nenhum comentário:

Postar um comentário